É muito comum os passageiros ficarem com duvidas quanto a bagagem de mão na hora de fazer viagens internacionais. Saber o que pode e o que não pode levar o peso e quantidade de objetos que são permitidos. Vamos tirar todas às duvidas agora para que você não tenha dor de cabeça na hora de embarcar.

O que é bagagem de mão?

Além da bagagem despachada, o passageiro tem direito a levar consigo uma bolsa, mala ou mochila com pertences pessoais e itens de valor, como dinheiro, aparelhos eletrônicos, remédios, etc. É a chamada bagagem de mão. Na hora do check-in, essa bagagem pode ser pesada ou medida pela companhia, conforme os limites estabelecidos pela lei. Depois, no momento do embarque e na chegada a outros países, ela passa por raio-X e pode ser inspecionada pela polícia. A bagagem de mão deve ser acomodada no compartimento de bagagem (acima da poltrona do avião) ou sob o assento.

Os objetos estejam devidamente acondicionados, sem perturbar o conforto e a tranquilidade, nem colocar em risco a integridade física das pessoas a bordo.

Qual o tamanho da bagagem de mão permitido?

Os limites da bagagem de mão são definidos por critérios de segurança para atender ao peso máximo de decolagem do avião e ações preventivas de segurança a bordo. Em voos domésticos, a bagagem não pode ser maior que 115 cm (considerando altura + comprimento + largura) e o peso máximo é de 5 kg. Caso exceda essa especificação, a companhia aérea poderá exigir que a bagagem não viaje com você e seja despachada. Muitas vezes há uma guia de metal no aeroporto, para a medida da mala.

O que posso levar como bagagem de mão?

Segundo a Anac, você pode levar:

  • Uma bolsa de mão, maleta ou equipamento que possa ser acomodado embaixo do assento do passageiro ou no compartimento próprio da aeronave na cabine;
  • Alimentação infantil para consumo durante a viagem;
  • Um casaco, manta ou cobertor;
  • Muletas ou aparelhos ortopédicos utilizados pelo passageiro.
  • Um carrinho de bebê dobrável, uma cesta ou um bebê conforto.
  • Máquina fotográfica, laptop ou binóculos;
  • Material de leitura para viagem.
  • Instrumentos musicais (desde que os mesmos possam passar pelos equipamentos de Raio – X nos postos de segurança)

Restrições para o transporte de líquidos

Em voos internacionais, existem restrições para o transporte de líquidos em bagagem de mão: – Todos os líquidos, inclusive gel, pasta, creme, aerossol e similares, devem ser conduzidos em frascos com capacidade de até 100 ml e colocados em embalagem plástica transparente, vedada, com capacidade máxima de 1 litro, não excedendo as dimensões de 20 x 20 cm;

Líquidos em frascos acima de 100 ml não podem ser transportados, mesmo se o frasco estiver parcialmente cheio;

Essas restrições se aplicam também ao passageiro que, apesar de realizar um voo nacional, tenha seu embarque realizado em aérea destinada a embarque internacional. Lembre-se: em caso de conexão em outros países, a empresa aérea deverá informar o passageiro sobre a possibilidade de retenção ou não da embalagem.

Restrições para o transporte de artigos perigosos

Alguns itens podem parecer inofensivos, mas, durante uma viagem de avião tornam-se perigosos. Devido às condições durante o voo, podem vazar, gerar odores tóxicos, e até causar explosões. Esses itens são chamados de Artigos Perigosos e podem classificar-se como: explosivos, gases, líquidos e sólidos inflamáveis, oxidantes, tóxicos, infectantes, radioativos, corrosivos, dentre outros.

Artigos Perigosos são proibidos de serem levados como bagagem de mão, como bagagem despachada e junto ao passageiro. Entretanto, há algumas exceções que são permitidas pela regulamentação da ANAC.

Problemas com bagagens?

  • Bagagem danificada

Se acontecer algum problema com sua bagagem procure a empresa aérea para relatar o fato logo que constatar o problema, preferencialmente ainda na sala de desembarque. Esse comunicado por escrito poderá ser registrado na empresa em até 7 dias após a data de desembarque.

  • Furto de bagagem

Procure a empresa aérea e comunique o fato, por escrito. A empresa é responsável pela bagagem desde o momento em que ela é despachada até o seu recebimento pelo passageiro. Além disso, registre uma ocorrência na Polícia, autoridade competente para averiguar o fato.

Qual a diferença entre bagagem de mão e bagagem despachada?

As bagagens despachadas são as malas maiores, que vão no bagageiro do avião. Elas são entregues na hora que você faz o check-in no aeroporto de embarque e são devolvidas ao passageiro na chegada. Quando o passageiro despacha a mala, ele recebe um comprovante, que deve ser guardado para conferência ou no caso da mala se extraviar (não chegar no destino).

Dicas importantes

  • Identifique sua bagagem para facilitar sua visualização na esteira da sala de desembarque. Adesivos, plásticos e etiquetas ajudam.
  • Não transporte bagagem que não seja de sua propriedade ou cujo conteúdo desconheça.
  • Evite despachar bagagens com objetos de valor, como: joias, dinheiro e eletrônicos (celulares, notebooks, filmadoras, etc). Se houver necessidade de despachar, declare o valor dos bens transportados ainda no check-in. Para isso, peça o formulário à empresa aérea, que se responsabilizará pelos bens declarados mediante taxa a ser cobrada no ato de confirmação dos bens.

Caso o peso da mala ultrapasse o permitido pela empresa, o transporte de sua bagagem ficará sujeito à aprovação e a cobrança por excesso de peso. Artigos esportivos em geral (prancha de surfe, bicicleta etc), instrumentos musicais e outros tipos de bagagem especial deverão ser incluídos na franquia, da mesma forma que uma bagagem comum. Para mais informações, consulte a empresa aérea.

Agora que você já tirou todas as suas duvidas sobre bagagem é hora de embarcar, a Carmim Turismo lhe oferece total suporte antes e durante sua viagem, oferecendo os melhores pacotes com os melhores preços, além de total segurança para você e sua família.

SOLICITE AQUI UM ORÇAMENTO DE PASSAGENS AÉREAS.